NFT

NFT

NFT

Enio Godoy

NFT

Indira Rassi

Fora de estoque
VENDIDO!

NFT

Juracy Felix dos Santos

NFT

NFT

Gabriela Radiante Marques de Oliveira

NFT

 

NFT é uma sigla para “Non-fungible Token” que, em tradução livre, seria algo como “Token não-fungível”. A chave para entender o que são NFTs e sua aplicação está na ideia de um bem ser ou não fungível. Em economia, bens desse tipo são aqueles que não são únicos e são intercambiáveis: uma moeda de R$ 1 é um bem fungível porque, se você trocá-la por outra, você continua com R$ 1. Agora imagine uma obra de arte valiosíssima: ela é única e é cobiçada por colecionadores e museus do mundo todo. Se você tem um quadro famoso e o troca por outro, o resultado da operação não é mais de equivalência como no caso da troca da moeda. Obras de arte são, portanto, exemplos de bens não-fungíveis: ao trocar um pelo outro, você acaba com um resultado diferente da sua posição de saída, já que a nova pintura nunca será igual à obra pela qual você trocou. Esse é o conceito por trás de NFTs: eles são como um tipo de assinatura digital que transforma qualquer tipo de mídia digital — um GIF ou JPEG, fotos, vídeos, mensagens, arquivos de áudio etc. — em um bem não-fungível. Exemplo: eu e você temos a mesma cópia de um meme famoso, mas digamos que você é o criador e atrelou o meme a um NFT, que atesta sua posse da cópia “original” desse meme. Na prática, a sua cópia do meme é a “original” e, assumindo que há alguma demanda por ela, pode despertar o interesse de colecionadores de arte, que agora andam investindo nesse mercado. O NFT atrelado a um “bem” digital comum, com bilhões de cópias na Internet, serve para criar uma escassez em torno desse item, já que no meio desse bilhão de cópias, apenas uma tem esse atestado de “originalidade”. Para resumir, portanto: NFTs são um tipo de atestado digital, verificado por blockchain, que transformam as mídias digitais únicas em originais perante cópias comuns.